quinta-feira, 17 de março de 2011

OLAVO DE CARVALHO

Nascido em Campinas, Estado de São Paulo, em 29 de abril de 1947, tem sido saudado pela crítica como um dos mais originais e audaciosos pensadores brasileiros. Homens de orientações intelectuais tão diferentes quanto Jorge Amado, Arnaldo Jabor, Ciro Gomes, Roberto Campos, J. O. de Meira Penna, Bruno Tolentino, Herberto Sales, Josué Montello e o ex-presidente da República José Sarney já expressaram sua admiração pela sua pessoa e pelo seu trabalho.
A tônica de sua obra é a defesa da interioridade humana contra a tirania da autoridade coletiva, sobretudo quando escorada numa ideologia "científica". Para Olavo de Carvalho, existe um vínculo indissolúvel entre a objetividade do conhecimento e a autonomia da consciência individual, vínculo este que se perde de vista quando o critério de validade do saber é reduzido a um formulário impessoal e uniforme para uso da classe acadêmica. Acreditando que o mais sólido abrigo da consciência individual contra a alienação e a coisificação se encontra nas antigas tradições espirituais — taoísmo, judaísmo, cristianismo, islamismo —, Olavo de Carvalho procura dar uma nova interpretação aos símbolos e ritos dessas tradições, fazendo deles as matrizes de uma estratégia filosófica e científica para a resolução de problemas da cultura atual. Um exemplo dessa estratégia é seu breve ensaio Os Gêneros Literários: Seus Fundamentos Metafísicos, onde se utiliza do simbolismo dos tempos verbais nas línguas sacras (árabe, hebraico, sânscrito e grego) para refundamentar as distinções entre os gêneros literários. Outro exemplo é sua reinterpretação dos escritos lógicos de Aristóteles, onde descobre, entre a Poética, a Retórica, a Dialética e a Lógica, princípios comuns que subentendem uma ciência unificada do discurso na qual se encontram respostas a muitas questões atualíssimas de interdisciplinariedade (Uma Filosofia Aristotélica da Cultura — Introdução à Teoria dos Quatro Discursos). Na mesma linha está o ensaio Símbolos e Mitos no Filme "O Silêncio dos Inocentes" ("análise fascinante e — ouso dizer — definitiva", segundo afirma no prefácio o prof. José Carlos Monteiro, da Escola de Cinema da Universidade Federal do Rio de Janeiro) que aplica a uma disciplina tão moderna como a crítica de cinema os critérios da antiga hermenêutica simbólica. Sua obra publicada até o momento culmina em O Jardim das Aflições (1995), onde alguns símbolos primordiais como o Leviatã e o Beemoth bíblicos, a cruz, o khien e o khouen da tradição chinesa, etc., servem de moldes estruturais para uma filosofia da História, que, partindo de um evento aparentemente menor e tomando-o como ocasião para mostrar os elos entre o pequeno e o grande, vai se alargando em giros concêntricos até abarcar o horizonte inteiro da cultura Ocidental. A sutileza da construção faz de O Jardim das Aflições também uma obra de arte.
É grande a dificuldade de transpor para outra língua os textos de Olavo de Carvalho, onde a profundidade dos temas, a lógica implacável das demonstrações e a amplitude das referências culturais se aliam a um estilo dos mais singulares, que introduz na ensaística erudita o uso da linguagem popular — incluindo muitos jogos de palavras do dia-a-dia brasileiro, de grande comicidade, praticamente intraduzíveis, bem como súbitas mudanças de tom onde as expressões do sermo vulgaris, entremeadas à linguagem filosófica mais técnica e rigorosa, adquirem conotações imprevistas e de uma profundidade surpreendente.
A obra de Olavo de Carvalho tem ainda uma vertente polêmica, onde, com eloqüência contundente e temível senso de humor, ele põe a nu os falsos prestígios acadêmicos e as falácias do discurso intelectual vigente. Seu livro O Imbecil Coletivo: Atualidades Inculturais Brasileiras (1996) granjeou para ele bom número de desafetos nos meios letrados, mas também uma multidão de leitores devotos, que esgotaram em três semanas a primeira edição da obra, e em quatro dias a segunda.
Contrastando com a imagem de rancoroso ferrabrás que seus adversários quiseram sobrepor à sua figura autêntica, Olavo de Carvalho é reconhecido, entre quem desfruta de seu convívio, como homem de temperamento equilibrado e calmo mesmo nas situações mais difíceis, e como alma generosa capaz de levar às últimas conseqüências, mesmo em prejuízo próprio, o dom de amar, socorrer e perdoar.
Roxane Andrade de Souza
http://www.olavodecarvalho.org
Publicado na Revista Planeta número 64


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

astrologia #astrologo Rubens Rodrigues signo signos fernando pessoa horoscopo lua mar portuguez previsões #astrologia amor planetas revolução solar casas horóscopo lilith mapa poeta previsão previsões astrológicas sexo sol negro #astrologo #interpretação #signos 2011 ano novo ascendente astrologos capricórnio historia horoscopo da lua lua negra mapa astrológico netuno planeta plutão regente saturno signo capricórnio signo touro áries #facebook #sexo. a influencia dos astros aquario associação brasileira de astrologia cancerianos consulta contato dilúvio dinheiro empresarial equinócio facebook filosofia geminianos gêmeos história horoscopos júpiter lua em peixes mapas mar portugues morte olavo de carvalho pessoas poema poemas poesia preço signo escorpião signo libra signo sagitário signo virgem sinastria sol invictus solstício tarot vênus zodiáco #Rubens Rodrigues #astrologos #empresas #fetiches #lilith #mulher #mulheres. #planetas #praça da sé #priapo #relacionamentos #simbolismo #são paulo #vinicius #viniciusdemoraes 14 2012 2014 3d Antonio Macedo Egito Moisés Noé Sol aba ama ambição amizade amável aniversário antonio abujamra aquarianos aquário arianos aries arte astral astrogologia astrologia diaria astrologicas astrológicas astrólogos astrônomos aventura babilonios beleza bertioga biblia business cabeça calda capricornianos cecilia meirelles celeste censura cinema compatíveis computadores conflitos consciência consultar criança interior curso câncer deus dia das bruxas diabo divino dor doze dragão dívidas eclipse ego elegância emagrecimento empresas estrela estrelas extase feminina fernandos fernão magalha~es festas pagãs finados frases. futuro férias ganância halloween homens horóscopos ilusões impulso destruidor individual inferno astral inferno zodiacal influência inimigo julgar jupiter leoninos leste leão liberdade ligue lilit lua em capricórnio lua em câncer lua em escorpião lua em gêmeos lua em leão lua em libra lua em sagitário lua em touro lua em virgem lunares mapas astrologicos mar mar portuguez. signo leão mario sá carneiro marte meio do ceu mente superior mephistopheles mercurio mistérios mito moda morre mulher método nascimento natal necessidades nodos novo signo objetividade ofiuco ofíuco organização paixão países personalidade personalidades pesquisas pessoal piscianos. lâmpada poesias poetas portugues portuguez praia predições presente presenteie preços priapo profissional prrevisão astrológicas príapo próximo ano. aniversário. páscoa quase morte quem realização relacionamento relacionamentos relações pessoais retorno revolução romance sagitarianos sagitário samhain saturnália sigilo signo aquário signo ascendente signo cancer signo de peixes signo escopião simbolo sinarj solar solidariedade suméria taurinos tempo touro trabalho transformação urano vendo venus vida virgem virginianos. librianos. escopianos você zodiaco